RMG – Dia Mundial da Síndrome de Down: estimular uma mudança na abordagem cultural

(ANS – Roma) – As mudanças no modo de considerar quem é diverso de ...

Itália – Estágio, a primeira verdadeira ocasião de trabalho

(ANS – Roma) – A formação e o trabalho representam uma união ...

Peru – Chuvas e inundações: “Dá-me uma mão, Peru”

(ANS – Lima) – O Sistema de Informação Nacional para a ...

Paraguai – Abertura da Visita de Conjunto da Região América Cone Sul

Ypacaraí, Paraguai – 21 de março de 2017 – Foi aberta ontem, 21 de ...

Itália – MJS Day em Valdocco

Turim, Itália – 19 de março de 2017 - Em 19 de março, em Valdocco, foi ...

Chile – O Reitor da Universidade Dom Bosco de El Salvador abre o Ano Acadêmico da Universidade ...

(ANS – Santiago) – Em 21 de março realizou-se a solene abertura do Ano ...

RMG – P. Pallithanam: pelas ruas ou nos escritórios, sempre ao lado dos pobres

(ANS – Roma) – O P. Thomas Pallithanam é, a um só tempo, ...

(ANS – Lima) – Foi justamente isso que Kevin encontrou: uma nova família formada por muitos irmãos. Esse jovem peruano de 15 anos vivia com um tio numa comunidade da região Junín, na serra do Peru. Depois de vender alguns produtos, ia ao colégio que estava a oito horas de caminho. Sua vida mudou; agora tem uma família: Casa de Acolhida Dom Bosco, em Breña.

(ANS – Dublin) – De 8 a 10 de março deu-se em Dublin e Maynooth o primeiro encontro do Projeto “European Youth in need: new Salesian answer/s” que envolve entidades sociais salesianas de seis países (Alemanha, Bélgica Norte, Eslovênia, Espanha, Irlanda, Polônia) com o objetivo de compartilhar o trabalho realizado por entidade especializada em aspectos diversos do trabalho com jovens em situação de risco. Neste primeiro encontro três representantes por entidade participaram do encontro e o ‘Don Bosco International’ participou como convidado.

(ANS – Garigaon) – Garigaon é um modesto povoado, localizado numa região de forte vocação tribal, no Estado de Assam, Índia. A maior parte dos habitantes, pertencentes a grupos étnicos diferentes, chegaram ali ou como migrantes ou porque – em busca de trabalho – abandonaram as inacessíveis regiões de origem ou, ainda, porque foram expropriados dos terrenos que vinham cultivando desde sempre. Entretanto as condições de vida dessas famílias em nada melhoraram com a migração porque à miséria se acrescentou o peso do... desraizamento social. É em seu auxílio que atuam os Filhos de Dom Bosco.

Freetown, Serra Leoa – 2016 – Estes são rostos de crianças que ficaram sem Pais devido ao ebola: deles cuidam os Salesianos educando-os para a vida. “Rostos que falam! Que falam de futuro!”. 

(Foto: ALBERTO LOPEZ, Procuradoria Missionária Salesiana, de Madri – Espanha)

(ANS – Badajoz) – Um ônibus urbano de Badajoz (Extremadura) foi enviado a Freetown (Serra Leoa) para converter-se em unidade móvel de atendimento a milhares de menores em situação de exclusão que vivem pelas ruas da cidade. Servirá para assistência médica, alimentícia e psicossocial.

(ANS – Freetown) – A questão dos meninos de rua depois de vários anos de trabalho continua sendo uma tarefa difícil de abordar, tanto para o governo como para as instituições que trabalham sobre os temas de proteção infantil. Depois que 28 meninos residentes foram reunificados às suas famílias em dezembro de 2016, Dom Bosco foi às ruas novamente procurando identificar outro grupo de meninos vulneráveis que pudessem beneficiar-se da hospitalidade e dos cuidados de Dom Bosco Fambul.

Pág. 1 de 9

ENTREVISTAS

EDITORIAL

  • Um homem rico que ajudou Lázaro

    O Papa Francisco em sua carta para a Quaresma deste ano faz um apelo a ser generosos com os necessitados, orientando que a generosidade nos leve a dar não o que nos sobra, mas a dar do nosso. Neste sentido, o exemplo de Chuck Feeney, homem de 85 anos, que doou toda a sua fortuna para obras de caridade aplica-se a frase: “Não repartiu migalhas. Deu o pão inteiro”.

EVENTOS

APROFUNDAMENTO

  • RMG – Dia Mundial da Síndrome de Down: estimular uma mudança na abordagem cultural

    (ANS – Roma) – As mudanças no modo de considerar quem é diverso de nós passam também através de pequenos gestos: foi por isso que em Cartagena, Espanha, por ocasião do dia da Síndrome de Down – celebrado ontem, 21 de março – os alunos da Escola elementar São João Bosco, foram convidados a pôr em desenhos como eles veem os seus colegas afetos dessa síndrome, visando quebrar os relativos estereótipos e descobrir as contribuições positivas que podem trazer as pessoas Down.

MENSAGENS DO REITOR-MOR

Video PT

InfoANS

ANS - “Agência iNfo Salesiana” - é um periódico plurissemanal telemático, órgão de comunicação da Congregação Salesiana, inscrito no Registro da Imprensa do Tribunal de Roma, n. 153/2007. 

Este sítio utiliza ‘cookies’ também de terceiros, para melhorar a experiência do usuário e para fins estatísticos. Escorrendo esta página ou clicando em qualquer de seus elementos, aceita o uso dos ‘cookies’. Para saber mais ou negar o consentimento, clique na tecla "Mais informações".