RMG – Dia Mundial da Síndrome de Down: estimular uma mudança na abordagem cultural

(ANS – Roma) – As mudanças no modo de considerar quem é diverso de ...

Itália – Estágio, a primeira verdadeira ocasião de trabalho

(ANS – Roma) – A formação e o trabalho representam uma união ...

Peru – Chuvas e inundações: “Dá-me uma mão, Peru”

(ANS – Lima) – O Sistema de Informação Nacional para a ...

Paraguai – Abertura da Visita de Conjunto da Região América Cone Sul

Ypacaraí, Paraguai – 21 de março de 2017 – Foi aberta ontem, 21 de ...

Itália – MJS Day em Valdocco

Turim, Itália – 19 de março de 2017 - Em 19 de março, em Valdocco, foi ...

Chile – O Reitor da Universidade Dom Bosco de El Salvador abre o Ano Acadêmico da Universidade ...

(ANS – Santiago) – Em 21 de março realizou-se a solene abertura do Ano ...

RMG – P. Pallithanam: pelas ruas ou nos escritórios, sempre ao lado dos pobres

(ANS – Roma) – O P. Thomas Pallithanam é, a um só tempo, ...

Freetown, Serra Leoa – 2016 – Estes são rostos de crianças que ficaram sem Pais devido ao ebola: deles cuidam os Salesianos educando-os para a vida. “Rostos que falam! Que falam de futuro!”. 

(Foto: ALBERTO LOPEZ, Procuradoria Missionária Salesiana, de Madri – Espanha)

(ANS – Lungi) - Ubaldino Andrade Hernández, é um Salesiano missionário que trabalho em Serra Leoa. Durante a exposição fotográfica “Ebola, mais além do ebola”, ele esteve na Casa Geral de Roma. Seu testemunho é uma demonstração de confiança total em Deus. Muitos estrangeiros foram embora com um “medo real da morte”. “Nós decidimos ficar como pais para muitas crianças sem lar”. Vendo as fotos da Exposição, as recordações vêm à memória, seus olhos ficam nublados recordando os momentos vividos. “Ficarmos foi a melhor opção”.

(ANS – Roma) – Uma exposição para informar e sensibilizar acerca das consequências do vírus ebola agora que o medo mundial da epidemia desvaneceu – esta foi a mostra que se fez nestes dias na Casa Geral dos Salesianos, em Roma, depois de ter sido lançada há cerca de sete meses em Madri. Trata-se da exposição fotográfica “O ebola, mais além do ebola” («Ébola, más allá del Ébola»), aos cuidados de Alfons Rodríguez e patrocinada pela ‘Procuradoria Missionária Salesiana de Madri’.

(ANS – Monróvia) – A Organização Mundial da Saúde continua a recomendar encarecidamente altos controles sobre possíveis novos focos (de ebola): há entretanto, atualmente, na Libéria uma preparação mais adequada para identificar, isolar e tratar possíveis novos casos de ebola. Refere-nos o P. Nicolau Ciarapica SDB, Diretor do Centro Dom Bosco, do bairro de Matadi: “As relações sociais, o comércio, a política, estão se encaminhando aos ritmos normais… Entretanto nota-se uma distância cada vez maior entre ‘quem está bem’ e os mais necessitados, os mais carentes de educação, de saúde, de trabalho”.

(ANS – Roma) – Abrir as páginas e ver a análise da infância em nível mundial cria uma sensação de desânimo e desesperança. As notícias são deprimentes para quem deseja entrar no mundo das crianças. “A população infantil em seu conjunto está sendo objeto de graves violações, incluindo sequestros, abusos, casamento infantil, recrutamento”. Dediquemos um segundo para pensar nisso. O que está acontecendo? Como podemos tolerar tanto sofrimento? Globalizou-se a indiferença, disse o Papa Francisco, com uma “atitude egoísta, de indiferença, que alcançou dimensão mundial”.

(ANS – Madri) – “O ebola e para além do ebola’ é o título de uma Mostra fotográfica de Alfons Rodríguez, patrocinada pela Procuradoria Missionária Salesiana de Madri (Espanha). Essa exposição, através de 30 fotos, mostra as consequências causadas pela terrível epidemia que, na África, devastou a Serra Leoa, a Libéria e a Guiné Conacri, desde 2013, até os diversos casos que se vieram verificando até o final do ano passado (2015).

ENTREVISTAS

EDITORIAL

  • Um homem rico que ajudou Lázaro

    O Papa Francisco em sua carta para a Quaresma deste ano faz um apelo a ser generosos com os necessitados, orientando que a generosidade nos leve a dar não o que nos sobra, mas a dar do nosso. Neste sentido, o exemplo de Chuck Feeney, homem de 85 anos, que doou toda a sua fortuna para obras de caridade aplica-se a frase: “Não repartiu migalhas. Deu o pão inteiro”.

EVENTOS

APROFUNDAMENTO

  • RMG – Dia Mundial da Síndrome de Down: estimular uma mudança na abordagem cultural

    (ANS – Roma) – As mudanças no modo de considerar quem é diverso de nós passam também através de pequenos gestos: foi por isso que em Cartagena, Espanha, por ocasião do dia da Síndrome de Down – celebrado ontem, 21 de março – os alunos da Escola elementar São João Bosco, foram convidados a pôr em desenhos como eles veem os seus colegas afetos dessa síndrome, visando quebrar os relativos estereótipos e descobrir as contribuições positivas que podem trazer as pessoas Down.

MENSAGENS DO REITOR-MOR

Video PT

InfoANS

ANS - “Agência iNfo Salesiana” - é um periódico plurissemanal telemático, órgão de comunicação da Congregação Salesiana, inscrito no Registro da Imprensa do Tribunal de Roma, n. 153/2007. 

Este sítio utiliza ‘cookies’ também de terceiros, para melhorar a experiência do usuário e para fins estatísticos. Escorrendo esta página ou clicando em qualquer de seus elementos, aceita o uso dos ‘cookies’. Para saber mais ou negar o consentimento, clique na tecla "Mais informações".